Última hora

Última hora

Eurocéticos desafiam ambições da presidência italiana da UE

Em leitura:

Eurocéticos desafiam ambições da presidência italiana da UE

Tamanho do texto Aa Aa

A presidência italiana da União Europeia, que se inciou esta terça-feira, vai enfrentar pela primeira vez um grupo eurocético no parlamento europeu, para lá de uma extrema direita reforçada.

Uma dificuldade acrescida para a agenda semestral do primeiro-ministro Matteo Renzi que defende um reforço do projeto europeu e evocou mesmo a criação de uns “Estados Unidos da Europa”.

O primeiro tiro desta batalha anunciada foi dado esta terça-feira, durante a apresentação do novo grupo eurocético do parlamento em Estrasburgo, que reúne o Partido da Independência britânico de Nigel Farage e o Movimento Cinco Estrelas do italiano Beppe Grillo.

Interrogado sobre o projeto europeu do primeiro-ministro italiano, o líder populista classificou-o como “uma visão do passado. Não me interessa. Nós estamos na Europa e no mundo e queremos mudar o mundo e temos um projeto maravilhoso”, afirmou Grillo.

A correspondente da euronews afirma, “o semestre italiano vai ser uma oportunidade para assistir a um duelo à distância entre Beppe Grillo e Matteo Renzi. No parlamento europeu Grillo disse que não quer falar com Renzi e que prefere dirigir-se diretamente à chanceler alemã Angela Merkel e ao presidente designado da Comissão Europeia, Jean Claude Juncker”.