Última hora

Última hora

Falsa ameaça de bomba em televisão detida por Poroshenko

Em leitura:

Falsa ameaça de bomba em televisão detida por Poroshenko

Tamanho do texto Aa Aa

O edifico do Canal 5, estação de televisão propriedade de Petro Poroshenko foi evacuado, em Kiev, na Ucrânia após uma ameaça de bomba.

O alerta foi dado por volta das 07h30 da manhã. Os trabalhadores abandonaram as instalações e a emissão esteve interrompida durante quatro horas.

No local não foram, no entanto, encontrados quaisquer explosivos.

O chefe de redação, Volodymyr Mzhelskiy, considera que o dia não foi escolhido por acaso: “esta quinta-feira o Canal 5 doou um veículo ao batalhão de Donbass que participa na operação antiterrorista no leste da Ucrânia e esta manhã recebemos uma ameaça de bomba.”

O número de falsas ameaças de bomba não para de aumentar. Uma situação que Andriy Parubiy, responsável do Conselho Nacional de Segurança e Defesa ucraniano justifica desta forma: “querem mostrar que a Ucrânia é um país instável, palco de ocorrências violentas e pouco comuns com o objetivo de provocar determinados efeitos psicológicos. Basta ver de que forma a comunicação social russa está a transmitir as informações.”

A informação de que o Parlamento ucraniano poderia ser alvo de um ataque levou o batalhão de Donbass – um movimento nacionalista criado em abril que combate ao lado do exército ucraniano – a deslocar-se, temporariamente, para Kiev.

Esta sexta-feira, a polícia registou várias ameaças de bomba. Entre elas no Arena de Lviv, um estádio construído para o euro 2012 onde a seleção portuguesa realizou os dois primeiros jogos da fase de grupos e numa estação de metro em Kharkiv, no leste da Ucrânia.