Última hora

Última hora

Poroshenko não canta vitória sobre os rebeldes

Em leitura:

Poroshenko não canta vitória sobre os rebeldes

Tamanho do texto Aa Aa

O Presidente ucraniano vê a recuperação de Sloviansk, o bastião da resistência rebelde no leste do país, como um passo importante mas diz que não é o momento de “cantar vitória”.

Este sábado as forças governamentais conseguiram retomar o controlo da cidade. A retirada dos insurgentes foi o maior triunfo de Kiev, em três meses de combates, contra os separatistas pró-Rússia:

“Não é uma vitória total, não há tempo para festejar. Mas libertar Sloviansk do gangue de monstros com artilharia pesada é, simbolicamente, importante. Marca o ponto de viragem na luta contra os rebeldes e pela integridade do território da Ucrânia”, afirmou Petro Poroshenko.

Slaviansk era o reduto melhor guardado pelos separatistas da autoproclamada República Popular de Donetsk, lugar onde estarão agora concentrados já que terão também abandonado a região de Kramatorsk.

A situação dos insurgentes é cada vez mais complicada. Os apelos feitos à Rússia, para que apoiasse o combate às forças de Kiev não obtiveram resposta.

Combate que já matou cerca de duzentos soldados ucranianos e centenas de civis e rebeldes.