Última hora

Última hora

Em leitura:

A destreza ao alcance de uma mão robótica


hi-tech

A destreza ao alcance de uma mão robótica

O projeto inglês “Dexterous Hand” consiste numa mão artificial com sensores e câmaras 3D nas pontas dos dedos para manipular objetos e até para realizar tarefas de alta precisão, como a neurocirurgia.

Rich Walker, o diretor da empresa que desenvolve o robô, explica: “Tentamos fazer com que a mão seja inteligente e sensível ao toque. Por isso, juntámos sensores às pontas dos dedos para perceber como o robô apreende e interage com o ambiente. Estamos a juntar câmaras 3D para que o robô veja coisas à volta e consiga saber como apanhá-las e manipulá-las.”

As câmaras a três dimensões permitem agarrar o objeto da melhor forma enquanto os sensores são o garante da estabilidade do gesto. Assim, a mão robótica pode também aceder aos locais perigosos ou de impossível acesso para a mão humana.

Rich Walker descreve: “O que é incrível é que temos clientes que estão a usar esta mão para desenvolver a próxima geração de próteses, vendo, por exemplo, qual seria o aspeto do interface de um computador para controlar uma mão robótica. Como é que funcionaria? Desenvolvemos aplicações em áreas em que gostaríamos de colocar uma pessoa mas não podemos. Estamos a falar, por exemplo, de um cenário de buscas e salvamento em que o robô pode ir a qualquer sítio e levantar ou tirar algo do caminho.”

Os investigadores dizem que o futuro está ao alcance de uma mão. A mão robótica é uma das áreas mais promissoras, por exemplo, na implantação de próteses inteligentes.

Escolhas do editor

Artigo seguinte
Uma cadeira de rodas guiada pelo olhar

hi-tech

Uma cadeira de rodas guiada pelo olhar