Última hora

Última hora

A "Aventura" de Nariman Turebayev inspirada em Dostoiévsky

Em leitura:

A "Aventura" de Nariman Turebayev inspirada em Dostoiévsky

Tamanho do texto Aa Aa

As “Noites Brancas” de Fiódor Dostoiévsky continuam a seduzir uma nova geração de cineastas. Desta vez, o conto foi adaptado ao filme “Aventura” (“Priklyuchenie”) do realizador cazaquistanês Nariman Turebayev“e que está em competição no Festival Internacional de Cinema Karlovy Vary, na República Checa. O filme conta a história de amor de um solitário guarda-noturno por uma jovem que todas as noites espera pelo homem com quem outrora marcara encontro.

É a segunda vez que Turebayev marca presença no festival e, em conferência de imprensa, destacou a importância dos clássicos da literatura: “Hoje, a maior parte da juventude inspira-se na banda desenhada mas, ao mesmo tempo, ainda há quem leia Dostoiévsky, Pushkin ou Tolstoi. Só que não se fala sobre estas pessoas que leem imenso.”

Ainur Niyazova interpreta a jovem que “enfeitiça” Marat, o guarda-noturno sonhador. A atriz revela um pouco da história da sua personagem: “Ela é órfã e claro que teve um destino difícil e passou por muitas dificuldades na sua vida. É por isso que se esconde e se comporta desta forma.”

“Aventura” é uma das 30 coproduções francesas apresentadas no Festival Internacional de Cinema Karlovy Vary. Guillaume de Seille dirige a produtora Arizona Films, fundada em 2006, e vocacionada para a descoberta de novos realizadores, preferencialmente de países emergentes e não francófonos.

“Conheço o Nariman há mais de dez ou doze anos e estamos a tentar trabalhar juntos há muito tempo. A distância não me incomodou, queríamos trabalhar juntos e conseguimo-lo com este filme”, disse o produtor.

“Aventura” é a terceira longa-metragem de Nariman Turebayev, o realizador que já tinha sido apresentado ao público português em 2002 no Festival Internacional de Curtas Metragens de Vila do Conde com a curta “Antiromantika”.