Última hora

Última hora

Aeroporto fantasma vai transformar-se no maior projeto imobiliário da Europa

Em leitura:

Aeroporto fantasma vai transformar-se no maior projeto imobiliário da Europa

Tamanho do texto Aa Aa

O antigo aeroporto de Atenas, um espaço maior do que o Principado do Mónaco, vai dar lugar ao maior projeto imobiliário da Europa. A Grécia pretende transformar uma área abandonada com mais de 6 milhões de metros quadrados num resort de luxo.

“Este projeto vai colocar a Grécia no mapa global, pois vai ter diferentes valências. Há locais no mundo onde podemos encontrar parques grandes e bonitos, outros que têm vista para o mar, outros com um clima fantástico. Aqui teremos as três coisas. Vamos construir o maior e mais moderno aquário da Europa, com um museu da vida marinha, um dos maiores parques da Europa e pelo menos uma torre de apartamentos, que vai ser a mais alta do Mediterrâneo”, afirmou Odisseas Athanassiou, CEO da Lamda Development.

O tempo tem consumido o aeroporto e as infraestruturas construídas para os Jogos Olímpicos de 2004.

A privatização do aeroporto não foi simples, nem rápida. Passaram 30 meses desde o arranque oficial. Nove empresas disseram inicialmente que estavam interessadas, mas apenas uma apresentou uma proposta. A empresa ganhou o projeto, mas não sabe quando é que vão começar a trabalhar. Ainda falta realizar alguns procedimentos burocráticos.

Algumas autoridades locais consideram que o preço foi muito baixo. O presidente da Câmara, Christos Kotzidis, lidera a campanha contra o projeto: “As pessoas da região não necessitam de edifícios luxuosos, hotéis, casinos e centros comerciais. As pessoas precisam de parques, espaços de lazer ao ar livre”.

O projeto tem para oferecer algo de que os gregos necessitam: empregos, 90 mil empregos quando estiver pronto.

“A economia grega precisa desesperadamente de novos fundos produtivos, grandes fundos e do fortalecimento da procura interna. Até 2026, este projeto vai contribuir para 2% do PIB”, realça Nikos Vettas, diretor-geral da Fundação para a Investigação Económica e Industrial.

A Lamda Development é controlada por uma poderosa família grega e lidera um consórcio de empresas da China e de Abu-Dhabi. Planeia construir hóteis, uma praia, uma marina e um parque maior do que o londrino Hyde Park.