Última hora

Última hora

Abbas: "Operação terrestre israelita em Gaza poderá começar nas próximas horas"

Em leitura:

Abbas: "Operação terrestre israelita em Gaza poderá começar nas próximas horas"

Tamanho do texto Aa Aa

Pode estar por poucas horas, uma intervenção terrestre israelita nos territórios palestinianos. É o que teme o presidente da Autoridade Palestiniana numa altura em que o Tzahal mobiliza 20 mil dos 40 mil reservistas que foi autorizado a chamar pelo Estado hebreu.

Em três dias, o exército israelita realizou cerca de 860 raides aéreos contra a Faixa de Gaza. O Hamas respondeu lançando centenas de rockets, que poucos estragos fizeram até agora em Israel.

Segundo Mahmoud Abbas, “o governo israelita disse que irá levar a cabo uma operação terrestre em Gaza, que poderá começar nas próximas horas”. O presidente palestiniano também aproveitou para criticar o Hamas, defendendo que os rockets lançados contra Israel só tem tido como consequência mais raides aéreos do Tzahal.

Entretanto, Gaza vai enterrando os cerca de 90 palestinianos, na maioria civis, que foram mortos nas últimas 72 horas pelo exército israelita e promete vingar os seus “mártires”.

Inquieta, a comunidade internacional apela ao cessar-fogo.

Barack Obama telefonou a Benjamin Netanyahu para exprimir a “preocupação” norte-americana com uma “escalada da violência” e expressar a disponibilidade dos “Estados Unidos para facilitar um cessar-fogo nas hostilidades, incluindo um regresso ao acordo de cessar-fogo de novembro de 2012”.

O primeiro-ministro israelita mantém-se indiferente aos apelos da Casa Branca e, pelo terceiro dia consecutivo, disse que os ataques contra o Hamas ainda irão ser mais duros e intensos.

A Faixa de Gaza voltou a não dormir esta noite, resta saber se irá acordar com os tanques israelitas à porta.