Última hora

Última hora

Canção sobre emigrantes húngaros corre mundo

Em leitura:

Canção sobre emigrantes húngaros corre mundo

Tamanho do texto Aa Aa

Os emigrantes húngaros têm um novo “hino”. A música chama-se “Hungarian in Europe” e tem como base o conhecido tema de Sting. A nova letra foi escrita e interpretada pelo cantor popular húngaro Péter Geszti. O videoclip foi visto por milhares de pessoas no Youtube e editado a partir de vídeos amadores enviados por húngaros que estão a viver ou a estudar fora.

O cantor explica: “Muitos dos meus amigos decidiram deixar o país, mas quando um amigo músico fez o mesmo, não pude adiar o problema que me passou a afetar.”

De acordo com dados do Governo, no ano passado, pelo menos meio milhão de húngaros estavam a viver no estrangeiro, a maior parte no Reino Unido, Alemanha e Áustria. É o terceiro maior êxodo na história da Hungria dos últimos cem anos. Em causa, a falta de emprego em casa.

“Os políticos conseguem dar respostas muito estranhas e muito erradas para os problemas sociais. Por isso é que muita gente foge desta situação e escolhe democracias mais estáveis, onde a lei, a liberdade individual e o bem-estar são muito mais estáveis e mais fortes que na Hungria”, diz Péter Geszti.

Péter Geszti e a sua banda Gringo Sztár decidiram fazer o videoclip com os próprios emigrantes e desenvolver o projeto também nas redes sociais. “Tentei encontrar algo inovador e arranjar maneira das pessoas se identificarem com a canção. Quis fazer um videoclip não sobre os músicos, mas sobre as pessoas de que fala a canção. A música não fala de nós nem dos húngaros que vivem na Hungria mas dos que vivem longe”, acrescenta.

O cantor foi alvo de muitas críticas nos fóruns da internet, tendo sido acusado de fazer política. Péter Geszti respondeu que se limita a retratar a realidade do país. “Atualmente, na Hungria, o tom das conversas é inaceitável, até quando se trata de uma simples canção”, diz. “Não se pode aceitar isto em termos europeus nem é compatível com a dignidade humana. Aqueles que escrevem comentários descuidados na internet não respeitam a dignidade humana.”

Como habitualmente, Péter Geszti recorreu aos trocadilhos na letra. Porém, sublinhou um fenómeno que se acentuou com a crise, ainda que o cantor acredite que os emigrantes hão-de regressar a casa e trazer uma bagagem multicultural enriquecedora para a Hungria.