Última hora

Última hora

Diplomacia internacional incapaz de parar guerra entre Israel e o Hamas

Em leitura:

Diplomacia internacional incapaz de parar guerra entre Israel e o Hamas

Tamanho do texto Aa Aa

O Conselho de Segurança das Nações Unidas apelou a um cessar fogo ao quinto dia de conflito em Gaza e num momento em que a situação é cada vez mais de uma guerra aberta entre os dois campos.

Um apelo aparentemente ignorado por Israel que teria ordenado à população palestiniana para abandonar algumas áreas do norte da faixa de Gaza, esta noite.

Segundo a rádio israelita, o exército teria alertado para o risco de que estas áreas se tornem numa zona de combate, no domingo.

A nova ameaça ocorre depois do Hamas ter lançado pela primeira vez mísseis de longo alcance sobre Telavive, interceptados pelo sistema de defesa anti-aérea. Dezenas de rockets atingiram pela primeira vez algumas regiões de Israel, como em Hebron ou em Jerusalém, sem provocar vítimas.

Em Nova Iorque, o presidente do Conselho de Segurança da ONU anunciava a decisão tomada este sábado, depois de dias de hesitações “apelamos ao fim da escalada de violência, o regresso à calma e ao cessar-fogo acordado em Novembro de 2012”.

A diplomacia internacional começa lentamente a reagir, quando centenas de veículos militares israelitas e mais de 30 mil reservistas estão a postos para uma eventual ofensiva terrestre em Gaza.

Os ministros dos Negócios Estrangeiros do Reino Unido, Estados Unidos, França e Alemanha deverão disctuir a situação à margem de uma cimeira em Viena, este domingo. A Liga Árabe reúne-se na segunda-feira, no Cairo, quando o primeiro-ministro israelita afirmou já que não pretende ceder a nenhum tipo de pressão internacional.