Última hora

Última hora

Gaza: Hamas apresenta condições para uma trégua "impossível"

Em leitura:

Gaza: Hamas apresenta condições para uma trégua "impossível"

Tamanho do texto Aa Aa

Ao sétimo dia da ofensiva israelita em Gaza, o conflito ameaça estender-se à Cisjordânia, depois de um jovem palestiniano ter sido morto na região, durante confrontos com o exército.

Os bombardeamentos da aviação israelita provocaram já 170 mortos e mais de 1200 feridos na faixa de Gaza – quase o mesmo número de vítimas da guerra de 2012 – num momento em que, como há dois anos, a solução poderá vir das negociações que decorrem no Egito, entre hoje e amanhã.

Pelo menos quatro palestinianos morreram durante os bombardeamentos desta segunda-feira, num momento em que o movimento Hamas terá utilizado pela primeira vez, aviões não tripulados contra Israel.

O movimento islamita afirma ter enviado três drones para território israelita, que teriam sido abatidos. O Hamas afirma que alguns destes aparelhos estão equipados para realizar atentados “kamikaze”.

O presidente palestiniano Mahmoud Abbas e o secretário de estado norte-americano, John Kerry, são esperados no Egito nas próximas horas para tentar negociar um cessar-fogo.

Um responsável do Hamas, no Egito, reconheceu hoje a impossibilidade de uma trégua imediata, exigindo várias concessões a Israel, nomeadamente o fim do bloqueio a Gaza, a reabertura da fronteira de Rafah e a libertação de vários prisioneiros palestinianos.