Última hora

Última hora

George Ovashvili vence Festival de Cinema Karlovy Vary

Em leitura:

George Ovashvili vence Festival de Cinema Karlovy Vary

Tamanho do texto Aa Aa

George Ovashvili é o grande vencedor do Festival Internacional de Cinema Karlovy Vary, na República Checa.

O cineasta georgiano foi recompensado pela realização do drama psicológico “Corn Island”.

O filme conta a história de um camponês que vive com a neta numa ilha. A ação desenrola-se entre a Geórgia e a Abecásia.

“Foi bastante difícil, passámos 70 dias de rodagem durante a primavera e o outono e foi difícil tecnicamente porque construímos nós próprios a ilha e tivemos também de a demolir, nós próprios”, contou George Ovashvili.

O Globo de Cristal para melhor realizador foi entregue ao húngaro Gyorgy Palfi pelo filme ‘Free Fall’. Num registo absurdo e grotesco, o filme relata uma série de história humanas passadas num prédio. A película venceu também o prémio especial do júri.

“É uma grande honra integrar a competição de Karlovy Vary e receber dois prémios é uma dádiva. O festival abriu-nos as portas do cinema europeu”, afirmou o realizador.

Ivan I. Tverdovsky venceu o prémio Este-Oeste com o filme ‘Corrections Class’. O cineasta russo aborda os preconceitos da sociedade em relação à deficiência e a inoperância das instituições públicas.

O Globo de Cristal para melhor documentário foi atribuído a uma produção belga realizada pela cineasta de origem romena Teodora Ana Mihai.

“Waiting for August” gira em torno de sete crianças que ficam por conta própria quando a mãe vai para Itália trabalhar. De um dia para o outro a irmã mais velha torna-se responsável pelos irmãos.