Última hora

Última hora

Kiev acusa Moscovo de ser responsável pelo abate ao AN-26

Em leitura:

Kiev acusa Moscovo de ser responsável pelo abate ao AN-26

Tamanho do texto Aa Aa

O abate de um avião de carga, esta segunda-feira, que transportava oito ocupantes, e as circunstâncias que envolvem o incidente, fazem as autoridades ucranianas levantarem uma série de questões.

O Presidente ucraniano reuniu de emergência com os responsáveis pela segurança do país. A ONU garante que há 12 mil efetivos das tropas russas na fronteira com a Ucrânia. Kiev lança acusações a Moscovo:

“Tornou-se claro que o avião foi abatido a uma altura de 6500 metros. O tipo de lançadores de projéteis que são usados ​​pelos rebeldes não têm capacidade para abater um avião a uma altura destas, o que significa que o AN-26 foi abatido por uma arma mais poderosa que foi usada, provavelmente, a partir do território da Federação russa”, afirmou o porta-voz do Conselho de Segurança e Defesa ucraniano.

Este domingo o exército ucraniano terá quebrado o cerco ao aeroporto de Lagansk, mas os rebeldes colocaram imagens na internet de um alegado ataque a uma viatura militar de Kiev, ou seja, a situação mantém-se tensa nesta cidade.

Esta terça-feira o grupo de contacto diplomático, criado para ajudar a resolver a questão ucraniana, deve realizar video-conferências com os separatistas pró-russos.