Última hora

Em leitura:

Guerra sem fim à vista na Faixa de Gaza


Faixa de Gaza

Guerra sem fim à vista na Faixa de Gaza

Nas últimas 48 horas as casas de quatro oficiais do Hamas foram os alvos principais dos tiros isrealitas. Desde a última meia-noite os militares atacaram 75 lugares em Gaza.

Israel pediu aos 100.000 habitantes de Gaza para evacuarem, antes do exército intensificar os bombardeamentos pelo 9 º dia consecutivo de operações. Ao contrário de outros conflitos na região, como
Síria e Iraque, os civis não envolvidos no conflito
armado não podem abandonar as zonas de combate, pelo que ficam no meio do fogo cruzado.

“A situação é miseravel. As crianças estão com medo. É terrível. Tenho tanto medo que eu não consigo nem falar.”

“Todos loucos. Estão todos loucos. Durante toda a noite os bébes e as mulheres choram. Não podemos lidar com esta situação horrível mais tempo. Pelo amor de Deus acabem com esta guerra. Não sei quem é pior – os judeus ou os árabes “.

O Hamas e outras organizações terroristas continuaram a disparar roquetes que têm sido intercetados pelo sitema de defesa israelita.

O braço armado do Hamas, as Ezzedine al-Qassam, reivindicou a responsabilidade pelo ataque que matou um israelita na base das forças armadas de Erez.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

Japão retoma programa de energia nuclear