Última hora

Última hora

Moscovo de luto após acidente no metro

Em leitura:

Moscovo de luto após acidente no metro

Tamanho do texto Aa Aa

Moscovo cumpre, hoje, um dia de luto pelas vítimas do acidente no metro da capital russa.

O último balanço do Ministério da Saúde dá conta de 22 mortos – dois deles estrangeiros – e mais de 200 feridos.

A maior parte das vítimas seguia nas composições que descarrilaram, três no total.

A origem do acidente, ainda, não é clara. Os investigadores apontam para um problema de agulhagem.

Dois trabalhadores do metro de Moscovo suspeitos de terem violado as regras de segurança foram, entretanto, detidos para interrogatório.

Nos hospitais, as equipas médicas não têm mãos a medir. 150 pessoas continuam hospitalizadas, 47 em estado grave.

Os habitantes de Moscovo fazem o que podem para evitar que o número de mortos venha a aumentar.

“Fiquei, profundamente, chocada com o que aconteceu ontem. Por isso, resolvi vir ao hospital doar sangue. É algo que todas as pessoas saudáveis podem fazer para ajudar os feridos” afirma Tatiana Tsivlina, uma estudante russa.

O chefe de Estado e o primeiro-ministro que já apresentaram as condolências aos familiares das vítimas.

Nos últimos sete meses, registaram-se 13 acidentes na linha de metro de Moscovo, dois deles mortais.