Última hora

Última hora

Sul do Líbano sofre com o conflito israelo-palestiniano

Em leitura:

Sul do Líbano sofre com o conflito israelo-palestiniano

Tamanho do texto Aa Aa

Militantes pro-palestinianos lançaram uma série de foguetes nos últimos dias a partir do lado libanês sobre Israel

A reação foi imediata. A aviação israelita bombardeou algumas das aldeias libanesas junto à fronteria. Não há vítimas registadas em nenhum dos lados

Como resultado deste incidente grupos de militares da UNIFIL patrulham as linhas em colaboração com o Exército libanês para manter a estabilidade na região de modo a que o conflito israelo-palestiniano fique confinado à Faixa de Gaza.

Cerca de 400 patrulhas chegam a ser efetuadas dia e noite
enquanto as investigações continuam para identificar os autores dos incidentes.

A repórter da Euronews comenta: “ Muitos observadores vêem que a situação de segurança no sul do Líbano está ligada com o desenvolvimento dos acontecimentos na Faixa de Gaza. Mas as pessoas que vivem aqui nestas aldeias podem ver a guerra chegar às suas casas se continuar a haver lançamentos de foguetes do Líbano contra Israel “.

Os habitantes da aldeia Aydasi não acreditam que Israel tenha interesse em abrir mais uma frente de guerra:

“Não haverá nenhuma guerra é apenas uma guerra psicológica. Não vamos deixar as nossas casas, nossa terra e nosso povo”.

Alguns membros do governo libanês também confirmaram que o Hezbollah não quer inflamar a situação no sul e que os foguetes são destinadas a desestabilizar o país.