Última hora

Última hora

Trégua temporária na Faixa de Gaza

Em leitura:

Trégua temporária na Faixa de Gaza

Tamanho do texto Aa Aa

A calma reina no céu de Gaza, desde esta manhã. Israel aceitou a proposta de trégua humanitária temporária, após nove dias de bombardeamentos que mataram 215 palestinianos e um israelita.

O cessar-fogo de cinco horas foi pedido pelas Nações Unidas por razões humanitárias e aceite pelo Hamas, grupo que controla a Faixa de Gaza.

Os ataques do exército israelita têm visado alvos militares da resistência palestiniana. Os aviões e artelharia costeira visam com frequência as praias de Gaza, onde suspeitam de atividades dos militantes árabes.

Poucas horas antes da suspensão das hostilidades por ambas as partes, a artilharia israelita lançou de um navio de guerra vários ataques que mataram quatro crianças e deixaram outra em estado grave.

Duas explosões secas, fumo e gritos. Os quatro meninos jogavam futebol na areia quando foram mortos sob as câmara dos jornalistas.

Um primeiro ataque atingiu uma barraca de pesca, uma das crianças morreu no local. As restantes pusaram-se a correr mas foram apanhadas pelas explosões, os que sobreviveram estão em estado do choque.