Última hora

Última hora

"Here and Elsewhere": Porque há muito "mundo árabe" para além das notícias

Em leitura:

"Here and Elsewhere": Porque há muito "mundo árabe" para além das notícias

Tamanho do texto Aa Aa

Dar a conhecer a arte contemporânea com origem e sobre o mundo árabe é o objetivo de uma exposição patente no New Museum of Contemporary Art de Nova Iorque, onde estão reunidos os trabalhos de perto de meia centena de artistas de mais de 50 países.

A mostra “Here and Elsewhere” foi buscar o nome emprestado a “Ici et Ailleurs”, um ensaio cinematográfico assinado por Jean-Luc Godard em 1976 e que teve um enorme impacto junto de toda uma geração de artistas do mundo árabe.

A exposição pretende contrariar a ideia generalizada que apresenta o mundo árabe como uma entidade homogénea, segundo afirma o curador da mostra, Massimiliano Gioni:

“É, obviamente, uma parte gigantesca do mundo e seria naïf, até mesmo colonialista da nossa parte, reduzi-lo (o mundo árabe) a uma imagem única. Julgo que a identidade do mundo árabe ou dos mundos árabes foi, em muitos casos, formada como uma recusa desta ideia de uma unidade ficcional, que foi imposta pelo Ocidente”.

O projeto começou por ser um documentário pró-palestiniano, mas evoluiu para uma complexa reflexão sobre a forma como o mundo árabe é retratado nos media

“(Os artistas) sugerem questionar os grandes meios de comunicação ou pelo menos consciencializar para o facto de a História não ser apenas escrita pelos meios de comunicação e pelos relatos oficiais. A História também é escrita na primeira pessoa, também pode ser contada através das histórias singulares dos indivíduos e penso que também é isso que está no cerne de muitos dos trabalhos nesta exposição”, explica Gioni.

“Here and Elsewhere” está patente no New Museum of Contemporary Art de Nova Iorque até ao final de setembro.