Última hora

Última hora

Número de refugiados em Gaza dispara dos 22 mil para mais de 40 mil

Em leitura:

Número de refugiados em Gaza dispara dos 22 mil para mais de 40 mil

Tamanho do texto Aa Aa

As tropas israelitas fecham o cerco a Gaza, numa operação terrestre que está apenas no começo. Após dez dias de investidas quase ininterruptas, os militares hebraicos avançam no terreno sob o argumento de detetar os túneis utilizados nos ataques a Israel e de neutralizar as bases do Hamas, desmantelando a capacidade ofensiva dos militantes palestinianos.

Desde que esta etapa foi iniciada, foram mortos mais de 30 palestinianos, o que eleva acima de 270 as vítimas mortais na Faixa de Gaza após o governo de Benjamin Netanyahu ter dado luz verde ao avanço do Tsahal.

Os funerais sucedem-se neste território fustigado. Em Beit Lahiya, foram a enterrar os corpos de três crianças, dois rapazes e uma rapariga, pertencentes à mesma família, atingidos durante um ataque aéreo. Israel, por seu lado, conta oficialmente dois mortos.

No bairro de Shijyaya, na cidade de Gaza, dezenas de famílias procuram abrigo numa escola da agência da ONU para os refugiados. As Nações Unidas estimam que, desde que arrancou a ofensiva terrestre, o número de deslocados aumentou de 22 mil para mais de 40 mil.