Última hora

Última hora

Europa: sábado de solidariedade com palestinianos

Em leitura:

Europa: sábado de solidariedade com palestinianos

Tamanho do texto Aa Aa

A Europa saiu, este sábado, à rua, em solidariedade para com os palestinianos da Faixa da Gaza.

Em Paris, aquela que deveria ser uma manifestação, revelou-se um confronto com a polícia antimotim. Os agentes tinham ordens para impedir a manifestação – que tinha sido proibida pelas autoridades francesas.

Uma proibição em nome da “ordem pública” para evitar uma repetição da violência do último fim de semana, quando manifestantes pró-palestinianos tentaram danificar duas sinagogas.

Apesar da proibição, pelo menos um milhar de pessoas conseguir manifestar a sua solidariedade para com o povo da Faixa de Gaza, alvo de uma operação militar israelita que já vez mais de 340 mortos em doze dias.

Igualmente proibida, foi a manifestação de Bruxelas. Mas a polícia não tinha ordens para impedi-la e cerca de 2000 pessoas manifestaram-se sem qualquer violência nas ruas da capital belga.

Várias outras cidades europeias foram igualmente palco de manifestações semelhantes, entre elas Londres ou Genebra, onde, frente à sede da ONU, apoiantes do povo palestiniano vieram acusar as Nações Unidas de inação e cumplicidade. Sofia, uma ativista explica: “É preciso agir. É preciso que o mundo inteiro se mobilize, se revolte e diga que estamos fartos de ver pessoas a morrer. Não queremos que isto continue.”

Os manifestantes gritavam slogans de “ONU cúmplice, Israel assassino”.