Última hora

Última hora

MH17: Holanda "furiosa" com tratamento dos cadáveres

Em leitura:

MH17: Holanda "furiosa" com tratamento dos cadáveres

Tamanho do texto Aa Aa

A Holanda está “zangada e furiosa” com o que se passa no local do acidente do voo MH 17 e veio dizê-lo a Kiev, onde o presidente ucraniano, Petro Poroshenko, recebeu o chefe da Diplomacia holandesa, Frans Timmermans.

“Quero garantir que o governo ucraniano, de acordo com as minhas ordens, está a fazer todo o possível para que a investigação sobre as circunstâncias deste ataque terrorista seja conduzida sob os auspícios da Organização Internacional da Aviação Civil e seja tão transparente quanto possível”, afirmou Poroshenko.

Para já, o ministro holandês tem um objetivo: “Esta tragédia abalou a Holanda nos seus mais profundos alicerces. A minha prioridade é repatriar os nossos cidadãos. As famílias querem enterrar os entes queridos.”

Timmermans, que também foi recebido pelo primeiro-ministro ucraniano, Arseny Yatseniuk, está furioso porque o local do acidente não tem sido respeitado e os corpos das vítimas foram várias vezes deslocados.

Segundo os últimos dados oficiais, das 298 vítimas do avião, 193 eram cidadãos holandeses.