Última hora

Em leitura:

Caos nos hospitais de Gaza


Faixa de Gaza

Caos nos hospitais de Gaza

O caos toma conta dos hospitais. Al Shifa, o maior hospital de Gaza não consegue responder a mais urgências. Uma grande parte dos feridos morre por falta de assistência.

Yousef Abu Al Riesh, vice-ministro da Saúde de Gaza, cirurgião :

“Estão a disparar sobre as ambulâncias. Hoje atacaram cinco e um dos motoristas morreu. Eles não estão a deixar nem a Cruz Vermelha entrar nas áreas e evacuar casos graves. Ninguém pode ajudar “.

Esta criança conta a sua história:

“Nós estávamos sentados em casa e nossa casa foi atingida. O meu pai disse-nos para sair, e quando saimos foi atingida de novo. A minha irmã morreu e meu irmão fico ferido, por isso foi o meu avô que me trouxe. Peço a Allah para ficar comigo contra aqueles que mataram a minha família”.

Desde o início da campanha militar israelita, 8 julho, mais de 450 palestinianos foram mortos.

“O mundo inteiro deve saber o que está acontecer nesta área o que é semelhante ao holocausto, eles estão a queimar as pessoas vivas”.

A repórter da Euronews comenta: “ As pessoas estão em estado de choque, desnorteadas. Mas todos nos dizem que um cessar-fogo não servirá de nada pois sabem que o bloqueio que sufoca Gaza não será levantado.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

"Massacre" num bairro de Gaza