Última hora

Última hora

Confrontos entre Israel e Hamas matam mais de meio milhar

Em leitura:

Confrontos entre Israel e Hamas matam mais de meio milhar

Tamanho do texto Aa Aa

E ao décimo quarto dia da “Operação Margem Protetora” das Forças de Defesa de Israel (IDF) contra o Hamas, o balanço já ultrapassa o meio milhar de mortos. A larga maioria são civis palestinianos, incluindo mulheres e crianças.

O aumento das vítimas tem sido galopante, em especial, desde que o Estado hebraico iniciou quinta-feira à noite a ofensiva terrestre sobre o território controlado pelo Hamas. Os bombardeamentos sobre a cidade de Gaza pelos tanques e aviões israelitas – contra alegados alvos estratégicos do Hamas – prosseguem esta segunda-feira, ao mesmo tempo que se desdobram no Médio Oriente os contactos diplomáticos internacionais para encontrar uma solução para o conflito.


Com o primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu determinado em arrasar o potencial bélico do Hamas, milhares de soldados das IDF foram mobilizados para a ofensiva terrestre na Faixa de Gaza. Na noite deste domingo, o Hamas anunciou via um canal de televisão de Gaza a captura de um soldado israelita de nome Shaul Aaron. O embaixador israelita nas Nações Unidas, Ron Prosor, desmentiu, essa captura, embora uma fonte do exército tenha admitido a abertura de uma investigação interna para apurar a informação.

Este domingo (20 de julho) está registado, para já, como o mais sangrento dos, então, 13 dias consecutivos de confrontos armados entre as forças israelitas e o Hamas. O ataque das IDF sobre bairro de Shajaya, no leste da cidade de Gaza foi um dos que mais ajudou a agravar o número global de mortos para lá do meio milhar.

Só neste bairro terão sido ceifadas em poucas horas mais de 60 vidas, incluindo a de uma bebé de nove meses. Ao todo, no decorrer deste sangrento domingo na Faixa de Gaza, terão morrido mais de 100 palestinianos e pelo menos 13 soldados israelitas. O balanço de Shajaya pode, contudo, ainda aumentar à medida que foram sendo levantados os escombros resultantes dos múltiplos bombardeamentos na zona.