Última hora

Última hora

Ministério russo da Defesa: "A Rússia não forneceu nenhum sistema de mísseis aos separatistas da Ucrânia"

Em leitura:

Ministério russo da Defesa: "A Rússia não forneceu nenhum sistema de mísseis aos separatistas da Ucrânia"

Tamanho do texto Aa Aa

O ministério russo da Defesa tornou pública esta segunda-feira a visão de Moscovo sobre o que terá acontecido ao Boeing 777 da Malysia Airlines, enquanto sobrevoava a zona de conflito, no leste da Ucrânia.

Numa conferência, o porta-voz do ministério, Andrei Kartopolov, afirmou que “tem surgido muita informação falsa sobre o assunto” e garantiu que “a Rússia não forneceu aos rebeldes nenhuma bateria de mísseis do sistema BUK-M1, ou qualquer outro equipamento do género”.

Numa apresentação com recurso a imagens de satélite e mapas de navegação aérea, Moscovo afirma que um avião militar ucraniano cruzou a rota do voo MH 17 às 17 horas e 20 minutos, a hora em que o avião da Malaysia Airlines desapareceu do radar.

Desde o dia da tragédia que Moscovo rejeita as acusações de responsabilidade na destruição do avião. Vladimir Putin voltou a fazê-lo esta manhã. Kartopolov desafiou os Estados Unidos a mostrarem as imagens que dizem possuir como prova de que o aparelho foi atingido por um míssil russo.