Última hora

Última hora

Bretton Woods: 70 anos depois

Em leitura:

Bretton Woods: 70 anos depois

Tamanho do texto Aa Aa

Há 70 anos, as grandes economias criavam um sistema monetário dependente do dólar.

O sistema Bretton Woods lançava as bases de uma nova ordem económica, para impedir desvalorizações cambiais competitivas, eliminar barreiras comerciais no pós-guerra e evitar os erros que levaram à Grande Depressão nos ano 30.

Bretton Woods definiu que as taxas de câmbio ficariam indexadas ao dólar e este indexado ao ouro. Mas nos anos setenta, os Estados Unidos, unilateralmente, puseram fim ao padrão “divisas-ouro”, delineado num hotel de Bretton Woods, no New Hampshire.

A assinatura decorreu a 22 de julho de 1944, após três semanas de reunião. Os peritos financeiros de 44 países criariam ao mesmo tempo o atual Banco Mundial e o Fundo Monetário Internacional.

Sob o nome de Banco Internacional para a Reconstrução e Desenvolvimento, o Banco Mundial deveria financiar a reconstrução dos países devastados pela Segunda Guerra Mundial. Hoje concede empréstimos aos países em desenvolvimento

O Fundo Monetário Internacional acabaria por abandonar a vigilância das taxas de câmbio para se centrar nos empréstimos e controlo de países com problemas orçamentais.

Hoje as duas instituições são criticadas pela política implementada e por representarem o domínio dos países ricos.