Última hora

Última hora

Rússia promete "exercer influência" junto dos rebeldes

Em leitura:

Rússia promete "exercer influência" junto dos rebeldes

Tamanho do texto Aa Aa

É a resposta de Moscovo às ameaças do ocidente. Os corpos da maioria das vítimas que seguiam a bordo avião da Malasya Airlines são esperados esta quarta-feira na Holanda.

Moscovo terá contribuído para acelerar a transladação depois de países como a Alemanha, França e Estados Unidos ter ameaçado com novas sanções.

“Pediram para que exercêssemos influência junto dos rebeldes e vamos fazer tudo o que estiver ao nosso alcance. Mas isso não chega. Pedimos, por isso, a Kiev que respeite as normas elementares da decência e avance com um cessar-fogo temporário, ou seja, enquanto decorre o inquérito” afirma o presidente russo, Vladimir Putin.

Foi o que fez, na véspera, o chefe de Estado ucraniano. Petro Porochenko deu ordem para que as operações militares fossem suspensas num raio de 40 quilómetros em redor do local onde se deu a tragédia. Um exemplo que não foi seguido pelos separatistas pró-russos que combatem no leste da Ucrânia.