Última hora

Última hora

MH17: Restos mortais de 40 vítimas já estão na Holanda

Em leitura:

MH17: Restos mortais de 40 vítimas já estão na Holanda

Tamanho do texto Aa Aa

Os primeiros quarenta corpos das vítimas do voo MH17 da Malaysia Airlines, abatido no leste da Ucrânia, chegaram esta quarta-feira ao aeroporto de Eindhoven, na Holanda.

O país esté em luto nacional e no aeroporto realizou-se uma cerimónia de homenagem às vitimas, com a presença do primeiro-ministro, Mark Rutte, dos membros da família real e representantes dos países que perderam cidadãos na catástrofe.

A cerimónia começou com um minuto de silêncio após a aterragem dos dois aviões provenientes de Karkhiv, na Ucrânia. Os sinos da região dobraram pelas vítimas.

Antes da descolagem dos aviõoes do aeroporto de Karkhiv esta manhã também foi observado um minuto de silêncio.

Os restos mortais das vítimas vão agora ser transportados para morgues para serem identificados e autopsiados; só depois as famílias poderão proceder aos funerais. Um processo que vai demorar ainda algum tempo.

Testemunhas garantem que na área onde estão os destroços do avião há ainda corpos para recuperar, enquanto muitos outros estarão depositados em vagões de comboio refrigerados na cidade de Karkhiv e deverão deixar a Ucrânia nos próximos dias.

Entretanto, as caixas negras que foram entregues aos investigadores holandeses pelos separatistas pró-russos chegaram esta manhã ao Reino Unido para serem analisadas.

A Holanda, a Austrália e outros países atingidos pela tragédia pretendem que seja enviada uma missão policial sob a égide da ONU para o local em que se encontram os destroços do Boeing 777, para garantir um inquérito independente.