Última hora

Última hora

Executivo europeu propõe corte de financiamento a bancos russos

Em leitura:

Executivo europeu propõe corte de financiamento a bancos russos

Tamanho do texto Aa Aa

Para atingir a economia russa, a Comissão Europeia propõe impedir o financiamento a bancos detidos em pelo menos 50% pelo regime de Moscovo. No ano passado, quase metade do dinheiro foi conseguida através de investidores europeus, algo que poderá vir a ser proibido enquanto nova sanção por causa da crise na Ucrânia.

Esta é um das medidas propostas, esta quinta-feira, pelo executivo de Bruxelas, a pedido dos chefes de Estado e de Governo da União Europeia (UE) e que começam por ser apreciadas pelos embaixadores dos 28 países.

A UE estuda a chamada terceira fase de sanções, que poderá incluir um embargo da venda de armas; mas que não afeta acordos já existentes como os dos navios de guerra franceses encomendados, em 2011, por Moscovo.

Depois do congelamento de bens e não concessão de vistos de viagem, a nova fase de sanções foi posta em cima da mesa devido ao abate de um avião com quase 300 civis a bordo e poderá implicar uma cimeira da UE extraordinária.