Última hora

Última hora

Gaza: Hamas e Israel aceitam trégua humanitária de 12 horas

Em leitura:

Gaza: Hamas e Israel aceitam trégua humanitária de 12 horas

Tamanho do texto Aa Aa

Israel e o Hamas parecem alcançar um tímido entendimento ao final de 18 dias de conflito, depois de terem aceite parar as hostilidades em Gaza durante 12 horas, a partir da manhã deste sábado.

Uma pausa que ilustra antes de mais o fracasso das negociações, encabeçadas pelos Estados Unidos, para garantir um cessar-fogo de, pelo menos, sete dias no território.

O secretário de estado norte-americano. John Kerry, não se dá por vencido nas discussões que decorrem no Cairo, “temos ainda que apurar a terminologia de um possível acordo, mas estamos confiantes de que nos aproximamos de uma proposta que pode funcionar. Acreditamos que sete dias darão a possibilidade às partes em conflito de retroceder na violência e concentrar-se nas suas causas”.

O Hamas afirmou esta noite que vai suspender os ataques a partir das sete da manhã locais. Do lado israelita, a confirmação vem de fontes diplomáticas, sem ter sido ainda oficializada e horas depois do ministro da Defesa israelita ter alertado as tropas do país para uma possível expansão da operação em Gaza.

A nova “pausa” no conflito sucede pelo menos outras duas tentativas fracassadas de trégua temporária, num momento em que o saldo de vítimas da ofensiva israelita em Gaza se aproxima dos 900 mortos.

Uma nova contagem decrescente para a diplomacia internacional que vai reunir-se, este sábado, em Paris, para tentar obter um cessar-fogo duradouro, quando os combates prosseguem em Gaza, à espera de uma pausa ao amanhecer.