Última hora

Última hora

MH17: Corpos das vítimas chegam à Holanda

Em leitura:

MH17: Corpos das vítimas chegam à Holanda

Tamanho do texto Aa Aa

Foram retirados, este sábado, os corpos das últimas vítimas da queda do avião da Malaysia Airlines.

Com 193 vítimas de nacionalidade holandesa, o governo de Amesterdão assumiu a liderança das investigações. De acordo com o primeiro-ministro holandês, Mark Rutte, algumas das vítimas podem ser identificadas de imediato, no entanto, pode levar semanas, ou mesmo meses até se conseguir identificar a totalidade dos ocupantes do aparelho.

Na Malásia, o rei, Abdul Halim Mu’adzam Shah, e a rainha, Hajah Haminah, expressaram as suas condolências aos familiares dos passageiros e da tribulação, do fatídico voo, num hotel em Putrajaya.

A Kharkiv, na Ucrânia, chegou, este sábado, um contingente de polícias australianos, que se junta assim às forças holandesas que estão na região, controlada pelos rebeldes pró-russos. Camberra anunciou o envio de mais uma centena de homens, de modo a garantir a segurança do local do acidente e dos investigadores internacionais.

O Boeing 777, da Malaysia Airlines, que fazia a ligação entre Amesterdão, na Holanda, e Kuala Lumpur, na Malásia, foi abatido a 17 de julho, no leste da Ucrânia, com 298 pessoas a bordo.