Última hora

Última hora

Gaza: 12 horas de trégua nas ruínas de Shebaya

Em leitura:

Gaza: 12 horas de trégua nas ruínas de Shebaya

Tamanho do texto Aa Aa

A trégua deste sábado na Faixa de Gaza, permitiu um regresso a contra-relógio aos habitantes do bairro de Shebaya na cidade de Gaza.

Na área que foi um dos primeiros alvos da ofensiva terrestre israelita e palco de uma tentativa de cessar-fogo abortada há uma semana, centenas de residentes puderam, durante 12 horas, tentar recuperar pertences e encontrar os corpos de familiares desaparecidos há vários dias, num cenário de devastação.

“Destruíram a minha casa, que Alá os destrua também”, afirma uma habitante entre os escombros, “todas estas pessoas construíram isto com o seu sangue. Dedicaram uma vida inteira a construír tudo aquilo foi destruído em segundos. Que deus nos ajude e nos dê forças”.

Os ataques dos últimos dias provocaram dezenas de mortos e centenas de feridos nesta área, visada por Israel como um dos principais bastiões das brigadas Al Qassam, o braço armado do Hamas. O exército afirma ter descoberto nesta zona vários arsenais do Hamas, assim como uma base de lançamento de roquetes e vários túneis subterrâneos.

Num dos poucos edifícios que resistiram à vaga de ataques, um habitante mostra um apartamento alegadamente transformado em base dos soldados israelitas durante os últimos dias. No interior, alguns mantimentos e na parede um mapa da zona com os principais objetivos do ataque.

No exterior, há relatos não só de cadáveres aprisionados nos escombros, mas também de alguns feridos que teriam conseguido sobreviver. No total, as autoridades de Gaza afirmam ter recuperado 83 corpos em Gaza durante o cessar-fogo temporário.

A enviada da euronews afirma, “este bairro ficou a reduzido a escombros e ao cheiro da morte. O exército israelita avisou as famílias para que não tentem reocupar as casas durante a trégua. Mas face à amplitude da destruição, os deslocados de Shebaya estão longe de poder regressar a casa”.