Última hora

Última hora

Moscovo diz ter criado corredor humanitário para receber feridos ucranianos

Em leitura:

Moscovo diz ter criado corredor humanitário para receber feridos ucranianos

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades russas afirmam ter recebido 21 soldados ucranianos, feridos, que cruzaram a fronteira com a Rússia, na noite de sábado, depois de Moscovo ter aberto um corredor humanitário.

Os soldados terão ficado feridos, durante uma troca de tiros, próximo de uma fronteira entre a Ucrânia e a Rússia. Um destes homens, explica o que se passou:

“Houve um tiroteio na fronteira de Dolzhansky e houve uma grande quantidade de feridos. Pedimos aos guardas da fronteira russa para abrirem um corredor humanitário. Eles fizeram-no e prestaram os primeiros socorros aos feridos”.

As autoridades ucranianas não confirmam esta situação.

Para os soldados, alegadamente ucranianos, o regresso é uma possibilidade mas a que custo?

“Quem passar os testes físicos pode regressar, quem não passar não pode. Eu não acho que consiga passar, perdi o olho esquerdo”, diz um soldado, alegadamente, da Força Aérea ucraniana.

Moscovo adianta, ainda, que dois guardas fronteiriços e cerca de 40 soldados ucranianos, terão abandonado os seus postos, cruzado a fronteira e ter-se-ão entregado às autoridades russas.

O Ministro da Defesa ucraniano já reagiu a esta informação dizendo que estão a investigar a, alegada, deserção.