Última hora

Última hora

Violência na Líbia: Incêndio em reservatórios de combustível ameaça Trípoli

Em leitura:

Violência na Líbia: Incêndio em reservatórios de combustível ameaça Trípoli

Tamanho do texto Aa Aa

Num país que voltou a mergulhar na violência, a capital conhece agora uma nova ameaça. Um incêndio em dois gigantescos reservatórios de combustível já obrigou as autoridades líbias a lançar uma ordem de evacuação em várias zonas de Trípoli. Um dos depósitos contém 6 milhões de litros de carburante. As chamas foram provocadas por rockets que colidiram contra o complexo, na sequência da intensificação dos combates entre milícias rivais junto ao aeroporto internacional da cidade. É aí que se concentram as ofensivas numa luta pelo poder entre combatentes islamistas e grupos armados que deflagraram há duas semanas e que já fizeram cerca de uma centena de mortos e 400 feridos.

Na segunda maior cidade do país, Benghazi, os confrontos entre as forças líbias e os rebeldes islamistas saldam-se em perto de 40 mortos. Vários países, entre os quais a França, o Reino Unido e a Alemanha, incitam os seus cidadãos a abandonar a Líbia o mais rapidamente possível. Malta e Itália já enviaram aviões para ir buscar os expatriados. Os Estados Unidos retiraram todos os funcionários da sua Embaixada. No domingo, uma coluna diplomática britânica foi atacada com tiros, mas não há registo de nenhum ferido.

O governo líbio avisa que o “Estado arrisca o afundamento”. Um novo parlamento foi eleito no final de junho e deverá entrar em funções no próximo dia 4 de agosto.