Última hora

Última hora

BP preocupada com as sanções económicas contra a Rússia

Em leitura:

BP preocupada com as sanções económicas contra a Rússia

Tamanho do texto Aa Aa

A adoção de sanções económicas contra a Rússia não agrada às petrolíferas europeias. Depois da francesa Technip, o gigante britânico BP veio avisar que a aplicação de “mais sanções à Rosneft ou de novas sanções contra a Rússia (…) poderá ter um impacto material negativo” no “relacionamento” e no “investimento na Rosneft”, nos “negócios e objetivos estratégicos na Rússia”, na “posição financeira” e nos “resultados das operações”, afirmou a companhia em comunicado.

A BP é o maior investidor estrangeiro na Rússia, com uma participação de quase 20% na petrolífera estatal russa Rosneft.

Em relação ao MH17, o avião da Malaysia Airlines que foi abatido sobre os céus da Ucrânia, o diretor executivo da BP, Bob Dudley, considera que “por vezes, ocorrem eventos que não são intencionais e que mudam o curso da história”.

Os lucros da BP cresceram 36% em termos anuais no segundo trimestre do ano e a participação na Rosneft rendeu quase cinco vezes mais do que no mesmo período do ano anterior, ultrapassado os 1000 milhões de dólares no trimestre.