Última hora

Última hora

Depois da escola da ONU, Israel provoca novo banho de sangue num mercado de Gaza

Em leitura:

Depois da escola da ONU, Israel provoca novo banho de sangue num mercado de Gaza

Tamanho do texto Aa Aa

Clama-se por vingança na Faixa de Gaza. Poucas horas depois do ataque contra a escola da ONU, Israel provocou um novo banho de sangue, desta vez no mercado de Chajaya, nos arredores de Gaza.

Os serviços de emergência falam em pelo menos 17 mortos no bombardeamento do mercado. O balanço do dia já ultrapassa a centena de mortos do lado palestiniano.

No meio dos escombros e dos gritos, exige-se vingança: “Queremos a guerra”, queremos que uma resposta atinja “o coração de Telavive”, lançou uma testemunha das cenas de pânico e de terror que se seguiram ao ataque do ‘Tzahal’ contra o mercado.

O “massacre” de Chajaya ocorreu durante uma “trégua humanitária” decretada pelo exército israelita, segundo a agência de notícias AFP.

Hoje, a exemplo das últimas décadas, a espiral de violência continua a ser alimentada pelo ódio visceral impregnado em muitos palestinianos e israelitas.