Última hora

Última hora

Uma galeria de arte efémera em Lyon

Em leitura:

Uma galeria de arte efémera em Lyon

Tamanho do texto Aa Aa

Na cidade francesa de Lyon, uma antiga comerciante de arte transformou o seu apartamento numa galeria efémera.

A casa está recheada de pinturas, esculturas e instalações. O objetivo da iniciativa é tornar a arte mais acessível ao grande público.

A galeria de Sylvie Garrigue situa-se em pleno centro histórico da cidade.

“A ideia é por um lado misturar expressões artísticas, pintura a escultura a fotografia, a arte têxtil, os criadores de joias. Por outro lado, é possível juntar num mesmo espaço artistas importantes a nível internacional”, explicou Sylvie Garrigue.

Rodrigue Glombard é um dos artistas em exposição no apartamento de Sylvie Garrigue.

Pintor, escultor, desenhador e fotógrafo, Glombard define-se com um artista trabalhador por abarcar os vários géneros artísticos.

Na galeria efémera de Lyon, decidiu mostrar uma série de pequenas obras desenvolvidas ao longo de dezasseis anos.

“Aqui não há o lado sagrado das galerias ou dos meios culturais convencionais”, disse o artista.

A galeria pode ser visitada por marcação e todos os anos há duas ou três grandes exposições. Para os jovens artistas, o local tornou-se incontornável.

A relação com os artistas é mais fácil. É um sítio mágico. Transporta-me para a vida e para a alma do artista, a galeria adquire uma alma”, disse uma visitante.

Para compensar o lado efémero, as obras podem ser vistas no sítio da galeria de arte na Internet.