Última hora

Última hora

Conflito: Israel declara fim de cessar-fogo na Faixa de Gaza

Em leitura:

Conflito: Israel declara fim de cessar-fogo na Faixa de Gaza

Tamanho do texto Aa Aa

O exército de Israel declarou o fim do cessar-fogo de três dias com o movimento islamita Hamas, na Faixa de Gaza.

A trégua humanitária terminou poucas horas após ter começado, às 8 horas locais, 6 de Lisboa.

Israel tomou a decisão depois de, alegadamente, um dos seus soldados ter sido capturado por palestinianos.

A informação não foi confirmada pelo Hamas. O movimento islamita acusa Israel de violar o cessar-fogo deliberadamente.

Fontes palestinianas informaram que pelo menos 40 pessoas morreram e mais de duas centenas ficaram feridas em bombardeamentos de tanques e aviões na área de Rafah, no sul da Faixa de Gaza.

Há, também, notícias de confrontos no norte do enclave.

O exército de Telavive afirmou que pelo menos oito “rockets” e morteiros foram disparados pelos militantes palestinianos da Faixa de Gaza para Israel.

O acordo para um cessar-fogo foi anunciado, na noite de quinta-feira (31 de julho), pelo secretário-geral da ONU, Ban Ki-Moon, e pelo secretário de Estado norte-americano, John Kerry.

Vinte e cinco dias após o início da ofensiva militar de Israel na Faixa de Gaza, já morreram pelo menos 1500 palestinianos, na grande maioria civis. Do lado israelita morreram pelo menos 60 soldados e 3 civis.