Última hora

Última hora

Israelitas e palestinianos rumam ao Cairo

Em leitura:

Israelitas e palestinianos rumam ao Cairo

Tamanho do texto Aa Aa

A poucas horas do início da trégua anunciada de 72 horas eram as armas que ainda falavam mais alto.

Catorze palestinianos foram mortos no decurso de um ataque israelita a Khan Yunis; do lado israelita há a registar 5 mortos.

“Trata-se de uma janela de oportunidade. Um momento para todas as partes envolvidas neste conflito se reunirem com o estado de Israel num esforço para alcançarem um cessar-fogo sustentado que possa levar a uma solução mais permanente” adiantou o Secretário de Estado norte-americano, John Kerry.

O anúncio foi elogiado pelo secretário-geral da ONU Ban Ki-moon que apelou ao calar imediato das armas.

Israelitas e palestinianos são agora aguardados no Cairo onde terão lugar as negociações.

“Há apelos para a formação de uma delegação para representar as várias fações palestinianas nas conversações do Cairo, uma delegação unida composta por todas as fações de resistência palestiniana; a OLP também estará representada. A delegação irá viajar a partir do início da trégua humanitária a fim de encontrar uma forma de parar a ofensiva e criar condições para a nação palestiniana” disse Daoud Shihab, porta-voz do grupo extremista Jihad Islâmica.

Na quarta-feira passada, o ataque israelita a uma escola da ONU situada no campo de refugiados de Jabaliya foi alvo de condenação internacional.

Após 24 dias de combates, do lado palestiniano há a lamentar 1,450 mortos; Israel por seu lado já perdeu 61 soldados.