Última hora

Última hora

ONU está chocada com novo ataque a escola de Gaza

Em leitura:

ONU está chocada com novo ataque a escola de Gaza

Tamanho do texto Aa Aa

São imagens chocantes que retratam mais um drama vivido em Gaza. Israel bombardeou mais uma escola, a terceira, desta vez na cidade de Rafah. Três milhares de palestinianos, segundo as Nações Unidas, estavam aqui refugiados quando um míssil atingiu o edifício.

Quatro crianças, um bebé e cinco adultos morreram neste ataque, mais de três dezenas de pessoas ficaram feridas. Fontes no terreno dizem que entre os mortos está um funcionário das Nações Unidas.

O Exército israelita não comenta o assunto mas para a ONU estes bombardeamentos são incompreensíveis:

“Divulgámos a localização das escolas aos militares israelitas, várias vezes. Eles conheciam estes refúgios. Como é que isto continua a acontecer? Porque continua? Não faço ideia, não tenho palavras para o descrever, não percebo”, diz surpreendido Robert Turner, diretor operacional da Agência das Nações Unidas para os refugiados palestinianos.

As vítimas mortais do ataque deste domingo, não é claro se todas ou nove delas, pertenceriam à mesma família. Os seus funerais já ocorreram.

Enquanto prosseguem os combates, nas últimas horas morreram, pelo menos 30 palestinianos. Desde o início do conflito, há quase um mês, mais de 1700 palestinianos já morreram, de acordo com o porta-voz do Ministério da Saúde, na sua maioria civis.