Última hora

Última hora

Voo MH17: Mais um comboio parte para Kharkiv com restos mortais de passageiros

Em leitura:

Voo MH17: Mais um comboio parte para Kharkiv com restos mortais de passageiros

Tamanho do texto Aa Aa

Os restos mortais de passageiros do Boeing da Malaysia Airlines, que caiu na Ucrânia, foram transportados, esta noite, de comboio, para Kharkiv, de onde seguirão para a Holanda.

Este domingo, dezenas de peritos, holandeses e australianos, deverão retomar, a investigação e buscas no local onde a aeronave caiu.

No terreno, controlado por separatistas pró-russos, continua o conflito. Este sábado, um grupo de especialistas, que procurava partes da fuselagem, abandonou o local ao ouvirem-se explosões. A equipa está preparada para qualquer eventualidade:

“Temos um plano de contingência. Trata-se, como deve entender, de um processo difícil, temos mais de uma centena de pessoas e 20 carros no terreno, mas definimos um procedimento específico criado para abandonarmos, de imediato, o local, em caso de perigo”, explica Alexander Hug, um dos responsáveis pela missão da OSCE na Ucrânia.

As forças militares ucranianas dizem estar a apertar o cerco aos rebeldes pró-russos no seu principal reduto. Kiev está a usar aeronaves não tripuladas para localizar o inimigo e atacar com artilharia pesada.

Na sequência desta crise, e do apoio de Moscovo aos rebeldes, União Europeia e Estados Unidos criaram sanções contra a Rússia, país que acusa a UE de apoiar, tecnologicamente, a Ucrânia.

Entretanto, Putin e Obama terão falado ao telefone mas não chegaram a um consenso.