Última hora

Em leitura:

Milhares fogem do avanço do Estado Islâmico no norte do Iraque


Iraque

Milhares fogem do avanço do Estado Islâmico no norte do Iraque

Elementos da comunidade Yazidi pediram ao Governo curdo e às Nações Unidas para os ajudar a regressar à cidade natal de Sinjar, da qual se apoderaram os militantes do Estado Islâmico.

As duas centenas de manifestantes da comunidade minoritária denunciaram que os islamistas executaram quem ofereceu resistência e que milhares de pessoas fugiram.

“Pedimos ajuda, porque os nossos familiares estão a morrer. Não sabemos o que lhes vai acontecer. Idosos e crianças estão sem dinheiro e têm medo. O Estado Islâmico está a massacrá-los”, afirma uma mulher de Sinjar.

O Estado Islâmico do Iraque e da Síria assumiu o controlo da cidade de Sinjar no domingo. Foi a segunda vitória contra as forças curdas na região do norte do Iraque.

Após o avanço dos islamistas, o primeiro-ministro do Iraque, Nuri al-Maliki, ordenou, pela primeira vez, à força aérea para ajudar as forças curdas a combater os militantes sunitas.

Os combatentes armados curdos eram vistos como uma das poucas forças capazes de travar os rebeldes sunitas, que quase não enfrentaram oposição do exército de Maliki, treinado pelos Estados Unidos.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

Rússia: Turistas em terra, dinheiro no ar