Última hora

Última hora

Rússia: Turistas em terra, dinheiro no ar

Em leitura:

Rússia: Turistas em terra, dinheiro no ar

Tamanho do texto Aa Aa

Vinte e sete mil pessoas em terra, sem voos para casa depois da agência de viagens russa Labirint ter declarado falência. É a quarta operadora turística russa a falir em apenas três semanas. A crise na Ucrânia levou a uma queda no número de russos que querem viajar para fora do país. E a queda do valor do rublo também afetou as agências de viagens.

“Algumas pessoas passaram um dia inteiro no aeroporto. Tivemos mais sorte. Ficámos no hotel.” “Fomos obrigados a sair do hotel. Ou pagávamos ou saíamos”, dizem os turistas.

A empresa Labirint disse que: “A situação política e económica negativa influenciou o número de reservas.” Mas a Rússia já abriu um inquérito devido a alegações de fraude.

Como reforça Oleg Safonov, o diretor temporário da Agência Russa de Turismo Federal: “Estamos a enfrentar uma fraude e acreditamos que o Ministério da Administração Interna tem de abordar este assunto.”

Vai demorar cerca de uma semana até que a situação fique normalizada e todos os turistas possam regressar à Rússia.