Última hora

Última hora

Banco francês Credit Agricole sofre danos colaterais do BES

Em leitura:

Banco francês Credit Agricole sofre danos colaterais do BES

Tamanho do texto Aa Aa

A operação de resolução do Banco Espírito Santo causou danos colaterais no banco francês Credit Agricole.

Aquele que é o segundo maior acionista do BES anunciou, esta terça-feira, perdas de mais de 700 milhões de euros devido a essa operação.

Um golpe que praticamente anulou os lucros do segundo trimestre do banco francês.

O Credit Agricole é parceiro do BES desde os anos 90 e detém 14,6% das ações, agora reduzidas a lixo.

Os ativos não tóxicos do BES foram transferidos para o Novo Banco, criado pelo governo português com recurso à linha de recapitalização da banca fornecida pela troika.

Em causa estão 4,4 mil milhões de euros que deverão ser reembolsados através da futura venda do Novo Banco a privados.

O Credit Agricole lamentou ter sido “enganado” por uma família com a qual tinha negócios há três décadas.