Última hora

Última hora

China: Prosseguem as operações para encontrar sobreviventes do sismo de Yunnan

Em leitura:

China: Prosseguem as operações para encontrar sobreviventes do sismo de Yunnan

Tamanho do texto Aa Aa

Na província de Yunnan, na China, começa a chegar a primeira ajuda às vítimas do sismo, enquanto as equipas de socorro mantém uma corrida contra o tempo, na esperança de resgatar sobreviventes do monte de escombros em que se transformou a cidade de Longtoushan, no domingo.

Até agora, as autoridades já registaram a morte de 410 pessoas e ferimentos em mais de 2300. As operações de busca prosseguem e estes números tendem ainda a aumentar.

O primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, visitou esta terça-feira os feridos que se encontram no Hospital Popular de Ludian e garantiu aos que não têm posses que o governo pagará os cuidados de saúde.

Pequim anunciou uma compensão pecuniária de 20 mil yuans – cerca de 2.400 euros – , para os familiares das vítimas mortais.

O sismo, de magnitude 6.5 na escala de Richeter, produziu-se a 12 quilómetros de profundidade, com epicentro na pequena cidade de Longtoushan, de 50 mil habitantes. Em toda a província de Yunnan, calcula-se que pelo menos 230 mil pessoas terão que ser realojadas.

Mas, para já, em Longtoushan, a prioridade é verificar se haverá ainda sobreviventes entre os escombros.