Última hora

Última hora

LinkedIn aceita acordo para pagar horas extraordinárias

Em leitura:

LinkedIn aceita acordo para pagar horas extraordinárias

Tamanho do texto Aa Aa

A LinkedIn concordou em pagar seis milhões de dólares – quase 4,5 milhões de euros – em salários e compensações por danos aos funcionários.

A entidade reguladora norte-americana considerou que a empresa online dedicada aos contactos profissionais não tinha pago todas as horas extraordinárias devidas.

Além das verbas a pagar aos 359 antigos e atuais funcionários, a LinkedIn concordou em reforçar a formação profissional e em redistribuir o trabalho extraordinário de forma mais justa.

A empresa sediada na Califórnia disse que assinou o acordo proposto pelas autoridades porque considera que o bem-estar dos recursos humanos é uma prioridade.