Última hora

Última hora

Iraque: mais um dia sangrento.

Em leitura:

Iraque: mais um dia sangrento.

Tamanho do texto Aa Aa

Dezenas de pessoas morreram quarta-feira em bombardeamentos da aviação iraquiana a posições de rebeldes sunitas em Mossul e nos arredores, incluindo uma prisão nas mãos do grupo extremista Estado Islâmico.

Em Bagdade, três viaturas armadilhadas explodiram provocando, pelo menos, 12 mortos e 25 feridos.

‘‘Um carro armadilhado explodiu aqui e quando as pessoas vieram socorrer as vítimas, explodiu outro. Muitos morreram ou ficaram feridos”, disse uma testemunha.

Entre as vítimas mortais do ataque á prisão nas mãos do Estado Islâmico está um destacado líder da organização, Abu Abas al Muhayir, que era juiz num tribunal islâmico.

Cerca de 250 presos conseguiram escapar, incluindo oficiais de alta patente do exército iraquiano que se tinham recusado a jurar lealdade ao grupo extremista quando a cidade foi tomada a 10 de junho.

Para rechaçar o avanço das forças do Estado Islâmico, o primeiro-ministro iraquiano, Nuri al MAliki, anunciou que a força aérea iraquiana apoiará os “peshmergas” na recuperação dos territórios ocupados pelos rebeldes sunitas.