Última hora

Última hora

EUA alertam Moscovo para eventual intervenção na Ucrânia

Em leitura:

EUA alertam Moscovo para eventual intervenção na Ucrânia

Tamanho do texto Aa Aa

A Ucrânia e vários países ocidentais receiam uma invasão militar russa sob o pretexto de uma missão humanitária no leste ucraniano.

Donetsk e Luhansk estão a ser assediadas pelas tropas leais a Kiev que recorrem a armamento pesado para bombardear as posições dos rebeldes em zonas residenciais.

O exército ucraniano também perdeu pelo menos 15 homens em 24 horas, durante combates junto à fronteira com Rússia.

A embaixadora norte-americana nas Nações Unidas deixa um aviso a Moscovo.

“Qualquer intervenção unilateral russa em território ucraniano, incluindo sob o pretexto de uma missão humanitária será inaceitável e muito alarmante. Será considerada uma invasão”, alerta Samantha Power.

De acordo com a NATO, em três semanas a presença militar russa junto à fronteira passou de 12 mil homens para 20 mil. Segundo os ucranianos, aviões não tripulados russos tem sobrevoado a zona e disparos contra as tropas ucranianas.

A ONU anunciou que em 4 meses já morreram 1300 pessoas e 300 mil foram obrigadas a fugir de várias regiões do leste da Ucrânia.