Última hora

Última hora

Pistorius - defesa tenta demonstrar versão de acidente

Em leitura:

Pistorius - defesa tenta demonstrar versão de acidente

Tamanho do texto Aa Aa

Julgamento de Oscar Pistorius, em Pretória, na fase final.

Depois de o procurador Gerrie Nel ter na quinta-feira considerado que a versão do atleta sul-africano é “totalmente desprovida de qualquer verdade”, esta sexta-feira a defesa tentou demonstrar que Pistorius matou a namorada, Reeva Steenkamp, por acidente.

Pistorius arrisca uma pena de prisão de 25 anos. O advogado de defesa, Barry Roux, tentou encontrar incongruências nas declarações das testemunhas.

“O Dr. Steps disse que o viu no lado direito da janela. Fizemos notar que ‘havia ramos na parte inferior da árvore’. Ele disse que podia vê-lo a partir da metade superior. Apresentámos as medições mais tarde para mostrar que, se viu o corpo dele através da janela do lado direito… o acusado estava nos seus tocos – 1,44 metro quando se desloca, 1,52 quando não está a andar porque está em posição reta. Sendo assim, não é possível ter sido visto na metade superior, só se tivesse as próteses. Então percebemos que isto é um dado importante”, disse Roux.

Segundo a acusação, Reeva Steenkamp ter-se-ia refugiado na casa de banho para fugir à cólera do namorado, antes de Pistorius ter disparado através da porta as quatro balas que a mataram.

O procurador considerou que Oscar Pistorius se tem preocupado mais com as consequências do seu testemunho do que com a verdade, tendo por isso fabricando uma versão falsa.