Última hora

Última hora

Iraque: Milhares dependem da ajuda humanitária

Em leitura:

Iraque: Milhares dependem da ajuda humanitária

Tamanho do texto Aa Aa

No Iraque dezenas de milhares de Yazidis procuram refúgio e mantimentos nas montanhas de Sinjar, cidade iraquiana tomada pelo Estado Islâmico (EI).

As operações aéreas de organizações não-governamentais curdas, o governo iraquiano e também os Estados Unidos tentam responder às necessidades dos que escapam aos guerrilheiros islâmicos. O EI exige a conversão religiosa em troca da vida.

Para lá da minoria curda Yazidi há também cristãos que procuram abrigo em Arbil.

“Nós somos de Mossul, de Hamdaniya. Todos os cristãos de Mossul fugiram. Não existe ninguém para nos ajudar. Nós pedimos a outros países para nos receberem, não queremos mais ficar no Iraque. O Estado Islâmico procura os cristãos, os Yazidis, os Shabaks e todas as seitas”, diz um homem.

Uma mulher afirma que “estão a viver em condições trágicas e que ninguém lhes abre a porta. Não temos comida e nada para beber. Nós somos deslocados, as pessoas estão doentes – um homem morreu ontem. Não sei o que dizer mais”, confessa antes de se desfazer em lágrimas.

Com uma mão à frente, outra atrás, milhares de pessoas lutam agora pela sobrevivência.