Última hora

Última hora

Erdogan: O discurso da vitória

Em leitura:

Erdogan: O discurso da vitória

Tamanho do texto Aa Aa

Centenas de pessoas aguardaram, ansiosamente, a chegada do grande vencedor da noite eleitoral turca.

Na varanda da sede do AKP, em Ankara, a mesma de onde fez outros discursos de vitória, Recep Tayyip Erdoğan falou, entre outras coisas, de reconciliação:

“Vamos começar, hoje, um novo período de reconciliação social. Vamos deixar as velhas discussões na velha Turquia.”

Apesar de dizer que quer “deixar para trás todas as lutas do passado”, Erdogan não se esquivou a atacar os seus opositores:

Aqueles que nos chamam ditadores, olhem para si próprios. Aqueles que nos chamam autoritários, olhem para si próprios. Aqueles que me acusam de ser o homem que comanda tudo, olhem para si próprios. Aqueles que são arrogantes, pretensiosos, que pensam que são mais cultos, que olham os outros de cima.

Erdogan queria esperar pelos resultados finais para fazer o discurso da vitória, tinha-o prometido numa breve intervenção em Istambul, mas eles só serão conhecidos esta segunda-feira.

Os números não são ainda definitivos. O que é garantida é a vitória de Erdogan. Quando estão contados 98,75% por cento dos votos, Erdogan tem (51,8%), Ihsahnoglu (38,4%) e Demirtas (9,7%).

A taxa de participação, no primeiro escrutínio presidencial por sufrágio universal direto, foi de 76%.