Última hora

Última hora

Istambul desperta com sol e esperança na "nova" Turquia

Em leitura:

Istambul desperta com sol e esperança na "nova" Turquia

Tamanho do texto Aa Aa

Istambul acordou com sol neste que será o primeiro dia da já apelidada “nova” Turquia. O país tem um novo Presidente e, pela primeira vez, ao contrário da até aqui nomeação pelo parlamento, coube ao povo a escolha direta do chefe de Estado.

Recep Tayyip Erdogan foi o preferido nas urnas. Uns estão felizes, outros um pouco céticos, mas todos revelam esperança no islamita conservador que era há quase 12 anos o primeiro-ministro e agora passa a Presidente, com um primeiro objetivo assumido: o reforço dos poderes do novo cargo via alteração da Constituição.

Nas ruas da maior cidade turca, onde residem mais de 14 milhões de pessoas, a esperança é a única tónica comum. “O novo presidente representa um novo país. Esperamos que nos traga ainda maior progresso. Aproximam-se bons tempos para a Turquia”, disse um turco satisfeito pelo resultado. Outro gostava que a eleição tivesse sido mais equilibrada: “Não é bom que ele tenha sido eleito logo à primeira. Nem para o país, nem para os turcos. Devia haver uma segunda ou até uma terceira volta”. “A participação foi baixa”, lamentou, criticando a abstenção que terá sido na ordem dos 27 por cento.

Um terceiro residente de Istambul destacou de que, “pela primeira vez, foram as pessoas a eleger o Presidente”: “Esperamos que ele traga desenvolvimentos positivos para melhorar a nossa democracia. Tenho esperança de que Recep Tayyip Erdogan vai ser um bom presidente e que trate todos os turcos por igual. Que seja o Presidente de todos e não só de metade do povo. É essa a minha esperança.”

De primeiro-ministro, desde 2003, a Presidente da Turquia, os resultados ainda preliminares das eleições na Turquia dão a Erdogan uma vitória com 51,9 por cento dos votos contra 38,3 por cento do segundo mais votado e o maior rival, Ekmeleddin Ihsanoglu. Como as sondagens já o indiciavam, o curdo Selahattin Demirtas terá sido o menos votado, com 9,7 por cento.

Ao lado de Emine, a mulher, o novo chefe de Estado da Turquia já proferiu, em Ancara, o discurso da vitória. O anúncio dos resultados oficiais das primeiras presidenciais diretas é esperado durante esta segunda-feira. A vitória de Erdogan já motivou, entretanto, a subida em cerca de 1,55 por cento do índice da bolsa turca na abertura desta semana.